Chapada Dos Guimarães

 

circuito das Cachoeiras - Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

    









 

(Véu de Noiva + Circuito de Cachoeiras do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães)


 

Atividade: Caminhada
Distância: 8 km
Grupo Mínimo: 1 pessoa.
Grupo Máximo: 12 pessoas.
Tempo de duração: 4 a 6 horas.
Nível de dificuldade: leve a moderado.
Restrições da atividade: pessoas com pouca mobilidade, em pós-operatórios, pessoas que estejam sob o efeito de álcool e/ou outras drogas.

Perfil do Praticante: requer preparo físico mediano.​

 

​Descrição do Roteiro​: 

 

Viagem até o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães e visita ao mirante da cachoeira Véu de Noiva, cartão postal do parque nacional. De lá se avista um vale formado pelo rio Coxipozinho, floresta, cerrado, paredões e a cachoeira com mais de 80 metros. Em seguida acesso de carro pela estrada de serviço por aproximadamente 03 quilometros até chegar ao ponto inicial da caminhada. Um pequeno alongamento e então começará a caminhada pelo Cerrado, conhecendo veredas e campos rupestres bem característicos da savanna brasileira. Chegada ao início do Circuito de Cachoeiras do Parque Nacional: cachoeiras do pulo, degrau, prainha a andorinhas. Possibilidade de banho em todas elas. Durante o passeio o visitante terá contato com o mosaico geológico que compõe a 'chapada', conhecendo desde rochas primitivas do nosso Continente, como oFilito, até as formações mais recentes, como Formação Furnas e Formação Ponta Grossa, além de poder aproveitar os banhos na mais pura água doce do centro do Brasil. Caminhada de retorno e parada estratégica para um ultimo banho na  cachoeiras 7 de setembro (sonrizal).Em seguida acesso para a trilha que levará até a Casa de Pedra, uma pequena caverna de arenito esculpida pelo córrego 7 de Setembro, um dos formadores das cachoeiras. Uma pequena exploração visual para conhecer o local e despedida do circuito. Viagem de carro e saída do Parque Nacional prevista para as 16h ou 17h. Sugerimos lanche reforçado neste dia para aproveitar as cachoeiras com pic-nic. 

 

​

Dicas de Viagem:​

O Circuito de Cachoeiras é acessado por trilhas, a maior parte em área de cerrado (sem sombra). Portanto, são úteis as seguintes recomendações:​

* Usar meias e calçados adequados para caminhadas (resistentes e confortáveis);
* Usar boné ou chapéu e protetor solar;
* É aconselhável levar água, repelente, lanche, embalagem para acondicionar seu lixo, roupa de banho, capa de chuva (principalmente de outubro a março), binóculos, máquina fotográfica (baterias, filmes ou cartões de memória) e uma mochila para acondicionar os objetos acima.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caverna Aroe Jari e Lagoa Azul






 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Caverna Aroe Jari, Lagoa Azul, Quiogo Brado e Cachoeira do Alméscar)

 

 

 

 

 

 

 

 

Atividade: Caminhada
Distância: 10 km
Grupo Mínimo: 1 pessoa.
Grupo Máximo: 12 pessoas.
Tempo de duração: 4 a 6 horas.
Nível de dificuldade: leve a moderado.
Restrições da atividade: pessoas com pouca mobilidade,

em pós-operatórios, pessoas que estejam sob o efeito

de álcool e/ou outras drogas.
Perfil do Praticante: requer preparo físico mediano.

 

​Descrição do Roteiro​:
 

viagem de 46 km até a Fazenda Água Fria, local onde fica a Caverna Aroe Jari, a maior caverna de arenito do Brasil ! O passeio seguirá com caminhada na floresta e cerrado até chegar na entrada da caverna. Visita ao 1º Salão, dentro da caverna... Uma cachoeira se forma caindo do teto da caverna e a experiência ficará mais interessante quando os olhos estiverem acostumados com o escuridão, possibilitando uma exploração com lanternas dos detalhes da formação da caverna. Em seguida a caminhada continuará por fora da caverna, a caminho da Boca do Buritizal, a outra entrada da caverna, passando pela Pedra das Três Pontas - gigantesca rocha equilibrada em 3 pontos, e em seguida chegada na Lagoa Azul, local para descansar alguns minutos e contemplar uma das belezas naturais do circuito. Inúmeras marcas geológicas ajudarão a contar a história do local. Continuação da caminhada por mais alguns metros para conhecer a caverna Kiogo Brado, aberta recentemente para visitação. Seu visual é impressionante, com paredes enormes e um teto localizado a mais de 20 metros de altura. Durante a travessia é possível observar as marcas do tempo gravadas na formação rochosa.  Caminhada de retorno para o estacionamento (~50 minutos) e viagem de carro até a Cachoeira da Alméscar para um banho refrescante. Possibilidade de almoço caipira (sugestão de almoço, não incluído) no fim do dia, por volta das 16h ou 17h. Retorno para a Chapada dos Guimarães e visita ao Mirante do Centro Geodésico da América do Sul.

 

'A caverna Aroe Jari faz parte do subsolo brasileiro e é patrimônio da União, de todos nós. Conhecê-la através de uma viagem bem organizada é um bom exemplo de ecoturismo na Chapada dos Guimarães'.

​

Dicas de Viagem:

 

A Caverna Aroe Jari é acessada por trilhas , a maior parte em área de cerrado (sem sombra).  Portanto, são úteis as seguintes recomendações:

* Usar meias e calçados adequados para caminhadas (resistentes e confortáveis);
* Usar boné ou chapéu e protetor solar;
* É aconselhável levar água, repelente, lanche, embalagem para acondicionar seu lixo, roupa de banho, capa de chuva (principalmente de outubro a março), binóculos, máquina fotográfica (baterias, filmes ou cartões de memória) e uma mochila para acondicionar os objetos acima.

 

Valores sob consulta.

 

 

Morro de São Jerônimo - Parque Nacional de Chapada dos Guimarães

 

 

Atividade: Caminhada
Distância: 16 km
Grupo Mínimo: 1 pessoa.
Grupo Máximo: 6 pessoas.
Tempo de duração: 6 a 8 horas.
Nível de dificuldade: moderado.
Restrições da atividade: pessoas com pouca mobilidade, em pós-operatórios, pessoas que estejam sob o efeito de álcool e/ou outras drogas.
Perfil do Praticante: requer bom preparo físico.

 

Descrição do Roteiro:

 

viagem até Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Acesso de carro pela estrada de serviço por aproximadamente 05 quilometros até chegar ao ponto inicial da caminhada. Um pequeno alongamento e então começará a caminhada pelo Cerrado. O circuito sugerido começará na Casa de Pedra, uma pequena caverna de arenito esculpida pelo córrego 7 de Setembro e um dos rios formadores do Circuito de Cachoeiras. A caminhada atravessará a pequena caverna, seguirá numa pequena trilha dentro da mata e então sairá para uma antiga estrada. O visual estará repleto de sugestivas formações rochosas que lembram navios, totens, jacarés, além da vegetação bem preservada. Após cerca de 5 quilômetros de caminhada começará a vista para o Morro do Quebra Gamela e vista para a planície pantaneira. O Morro de São Jerônimo também já poderá ser avistado deste ponto. Uma pequena subida e a caminhada passará em um corredor na rocha. Então o cenário com vista para os paredões, planície e Morro de São Jerônimo se desvendará, dando um panorama geral da região e da aventura logo em frente. Depois de atravessar uma pequena floresta o grupo estará no pé do Morro e iniciará a subida tranquilamente: primeiro uma escalaminhada íngreme, depois um segundo degrau de cerca de 2,5 metros, onde será necessário se apoiar nas rochas, e por último um degrau mais fácil, com 1,5 metros de altura. Chegada ao alto do Morro de São Jerônimo, um dos pontos culminantes da região e visual de 360º. Ao longe os paredões da Cidade de Pedras poderão ser avistados. Um merecido descanso para contemplar a paisagem e depois caminhada contornando o topo do morro. O visitante terá uma visão completa da região. Depois de descer os degraus do Morro de São Jerônimo, retorno pelo mesmo caminho. Parada na Casa de Pedra para se refrescar um pouco no riacho. Saída do parque nacional no fim do dia. 

 

 

Dicas de Viagem:​

 

O Morro de São Jerônimo é acessado por trilhas (16 km ida e volta), a maior parte em área de cerrado (sem sombra). Portanto, são úteis as seguintes recomendações:

* Usar meias e calçados adequados para caminhadas (resistentes e confortáveis);

* Usar boné ou chapéu e protetor solar;

* É aconselhável levar no mínimo 1,5L de água, repelente, lanche, embalagem para acondicionar seu lixo, roupa de banho, capa de chuva (principalmente de outubro a março), binóculos, máquina fotográfica (baterias, filmes ou cartões de memória) e uma mochila para acondicionar os objetos acima.

 

Valores sob consulta.

 

 

Vale do Rio Claro e Crista de Galo - Parque Nacional de Chapada dos Guimarães

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atividade: Caminhada
Distância: 4 km
Grupo Mínimo: 1 pessoa.
Grupo Máximo: 12 pessoas.
Tempo de duração: 4 a 6 horas.
Nível de dificuldade: leve a moderado.
Restrições da atividade: pessoas com pouca mobilidade, em pós-operatórios, pessoas que estejam sob o efeito de álcool e/ou outras drogas.
Perfil do Praticante: requer preparo físico mediano.

 

Descrição do Roteiro:

 

Este roteiro é realizado em 2 formatos: - a pé, com 12 km de percurso, numa travessia de um ponto a outro (há alteração na ordem do passeio); - em veículo 4x4, tornando a caminhada bem mais curta, em torno de 1 km. Para passeio com veículo 4x4 será necessário solicitar com antecedência.

 

Viagem de pouco mais de 20 km passando ao lado dos milenares paredões de arenito da Chapada. Acesso ao parque nacional, no Vale do Rio Claro. Contato com o cerrado e o lindo visual da Chapada, conhecendo árvores, arbustos, pequenas matas e campos de vereda típicos do local. Visita ao Poço Azul para um primeiro banho e flutuação contemplativa. Primeiro contato com a rica ictiofauna do Rio Claro, com lambaris, peraputangas, piaus, cascudos, entre outras espécies (poderão ocorrer variações no avistamento, com mais ou menos espécies). Após banho, caminhada até a Crista de Galo, uma formação rochosa elevada que possibilitará um visual panorâmico do alto para os paredões e toda a região, dando ao visitante uma noção exata do que é a Chapada. É um dos momentos mais lindos do passeio, quando toda a Chapada é vista de frente. Após descanso e contemplação, continuação do passeio a caminho do Poço da Anta onde um refrescante banho de água cristalina estará a espera de todos. Banho com flutuação contemplativa, pic-nic e descanso. Saída do Rio Claro e viagem a caminho da Chapada dos Guimarães com lindo visual dos paredões ao entardecer para completar o dia. Despedida do passeio e retorno.

 

Versão com veículo 4x4: total de 1 km de caminhada;

Versão trekking: 12 km de caminhada;

 

 

Dicas de Viagem:​

 

O Vale do Rio Claro é acessado por trilhas, a maior parte em área de cerrado (sem sombra). Portanto, são úteis as seguintes recomendações:

* Usar meias e calçados adequados para caminhadas (resistentes e confortáveis);

* Usar boné ou chapéu e protetor solar;

* É aconselhável levar água, repelente, lanche, embalagem para acondicionar seu lixo, roupa de banho, capa de chuva (principalmente de outubro a março), binóculos, máquina fotográfica (baterias, filmes ou cartões de memória) e uma mochila para acondicionar os objetos acima.

 

Valores sob consulta.

 

 

 

Morro de São Jerônimo - Parque Nacional de Chapada dos Guimarães

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atividade: Caminhada
Distância: 16 km
Grupo Mínimo: 1 pessoa.
Grupo Máximo: 6 pessoas.
Tempo de duração: 6 a 8 horas.
Nível de dificuldade: moderado.
Restrições da atividade: pessoas com pouca mobilidade, em pós-operatórios, pessoas que estejam sob o efeito de álcool e/ou outras drogas.
Perfil do Praticante: requer bom preparo físico.

 

Descrição do Roteiro:

Viagem até Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Acesso de carro pela estrada de serviço por aproximadamente 05 quilometros até chegar ao ponto inicial da caminhada. Um pequeno alongamento e então começará a caminhada pelo Cerrado. O circuito sugerido começará na Casa de Pedra, uma pequena caverna de arenito esculpida pelo córrego 7 de Setembro e um dos rios formadores do Circuito de Cachoeiras. A caminhada atravessará a pequena caverna, seguirá numa pequena trilha dentro da mata e então sairá para uma antiga estrada. O visual estará repleto de sugestivas formações rochosas que lembram navios, totens, jacarés, além da vegetação bem preservada. Após cerca de 5 quilômetros de caminhada começará a vista para o Morro do Quebra Gamela e vista para a planície pantaneira. O Morro de São Jerônimo também já poderá ser avistado deste ponto. Uma pequena subida e a caminhada passará em um corredor na rocha. Então o cenário com vista para os paredões, planície e Morro de São Jerônimo se desvendará, dando um panorama geral da região e da aventura logo em frente. Depois de atravessar uma pequena floresta o grupo estará no pé do Morro e iniciará a subida tranquilamente: primeiro uma escalaminhada íngreme, depois um segundo degrau de cerca de 2,5 metros, onde será necessário se apoiar nas rochas, e por último um degrau mais fácil, com 1,5 metros de altura. Chegada ao alto do Morro de São Jerônimo, um dos pontos culminantes da região e visual de 360º. Ao longe os paredões da Cidade de Pedras poderão ser avistados. Um merecido descanso para contemplar a paisagem e depois caminhada contornando o topo do morro. O visitante terá uma visão completa da região. Depois de descer os degraus do Morro de São Jerônimo, retorno pelo mesmo caminho. Parada na Casa de Pedra para se refrescar um pouco no riacho. Saída do parque nacional no fim do dia.

 

Dicas de Viagem:​

 

O Morro de São Jerônimo é acessado por trilhas (16 km ida e volta), a maior parte em área de cerrado (sem sombra). Portanto, são úteis as seguintes recomendações:

* Usar meias e calçados adequados para caminhadas (resistentes e confortáveis);

* Usar boné ou chapéu e protetor solar;

* É aconselhável levar no mínimo 1,5L de água, repelente, lanche, embalagem para acondicionar seu lixo, roupa de banho, capa de chuva (principalmente de outubro a março), binóculos, máquina fotográfica (baterias, filmes ou cartões de memória) e uma mochila para acondicionar os objetos acima.

 

Valores sob consulta.

 

 

Mirante Alto do Céu

 

 

Atividade: CaminhadaDistância: 800 m

Tempo de duração: 1 a 3 horas.

Nível de dificuldade: leve.

Restrições da atividade: pessoas com pouca mobilidade,

em pós-operatórios, pessoas que estejam sob o efeito

de álcool e/ou outras drogas.

Perfil do Praticante: não requer preparo físico.

 

 

 

 

Fazenda Alto do Céu

A Fazenda Alto do Céu está localizada na região mais alta de Chapada dos Guimarães, na Serra do Atmã, a 15 km da cidade de Chapada de Guimarães, tem acesso por asfalto e estrada de terra (800 metros). A estrada asfaltada sobe cortando as matas do Vale da Benção e em sua parte mais alta já oferece paisagens panorâmicas de grande beleza cênica. Na volta do passeio, ao final do dia, recomenda-se baixa velocidade no percurso, pois ao anoitecer é comum a movimentação de tamanduás, macacos, lobinhos, coelhos, cobras e até mamíferos maiores como anta e onça, atravessando o asfalto.

Apresenta área preservada com mata de paredão e cerrado, com presença de fauna nativa, oferece caminhada autoguiada e trilhas para passeios turísticos, esportivos e educativos, com receptivo com alimentação e bebida. A proximidade com o Parque Nacional de Chapada, a qualidade ambiental da área, a ocupação das áreas de entorno e a localização em beira de paredão tornam a fazenda um destino seguro para a fauna regional que vem aumentando sua presença ano a ano.

O clima, muito agradável em contraste com o escaldante calor cuiabano, é mais um dos atrativos que a área oferece aos seus visitantes, recomendando-se agasalhos leves para a fruição confortável do pôr-do-sol.

 

Mirante Alto do Céu

Na borda do paredão, oferece extraordinária paisagem panorâmica da Baixada Cuiabana, Cuiabá, Morro de Santo Antônio e belíssimos espetáculos de pôr-do-sol . Caminhada autoguiada, em trilha fácil, com aproximadamente 1 600 metros (ida e volta), o desfrute do pô-do-sol, incluindo o espetáculo da visão de Cuiabá acendendo ao anoitecer, tem a duração de uma hora.



O lugar, como uma plataforma que se eleva do cerrado, oferece belas visões dos paredões de arenito róseo (Formação Furnas) e das bocainas ricas de biodiversidade, oferecendouma experiência singular de contato com a grandeza da natureza. Destaca-se o avistamentoprivilegiado do Morro de São Jerônimo, da Cachoeira Santa Bárbara, da Serra do QuebraGamela e da Estrada do Tope de Fita, trilha usada antigamente na conexão com Cuiabá.



Dica:

- Chegar entre 16:00 e 16:30 nos meses de maio a setembro, no horário de verão às 17:30, para ver o inicio do entardecer e ficar até o acender das luzes de Cuiabá. 

- Sapatos fechados, lanterna, repelente, no mínimo uma camiseta de manga comprida se ficar até o anoitecer. Nos meses de junho a setembro, um agasalho.

 

O que levar:​

- Trazer protetor solar e repelente.

- Lanterna.

- Recipiente de água para as trilhas mais longas.

- Agasalho leve, sapatos fechados e calça comprida. Chapéu, boné.

- Roupas claras para evitar abelhas e marimbondos.

- Máquina fotográfica.

 

Valores sob consulta.

 

 

Carrinho0

Atendimento@companhiadaaventura.com.br

(065) 3054-3252 Telefone Fixo
(065) 99997-9271 Cel e Whatsapp
 

Horários:
 

Seg a Sex 8:00-18:00

Sáb 8:00-12:00

Dom - Fechado

 

 

  • Ícone de App de Facebook
  • YouTube clássico
  • Ícone do App Instagram